Pinturas

Descrição da pintura Giorgione di Castelfranco "Três Filósofos"

Descrição da pintura Giorgione di Castelfranco



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Giorgione di Castelfranco é um dos talentos italianos mais destacados da Alta Renascença e um dos melhores alunos da escola de pintura veneziana. Nascido em 1476 em uma pequena cidade perto de Veneza.

Sendo um aluno do eminente Giovanni Bellini, o jovem talento absorveu toda a riqueza e profundidade de sua cor quente, superando seu mentor nisso. Giorgio foi um dos primeiros pintores italianos a dedicar um lugar especial em sua obra às pinturas mitológicas e religiosas.

O tema principal de suas obras era, é claro, a amada e bela Veneza.

Ele herdou o básico do início da Renascença, buscando a harmonia das nuances de cores, a correspondência de todos os elementos e a gradação da iluminação.

A pintura "Três Filósofos" é uma das obras significativas do artista.

Três homens de diferentes faixas etárias, representados na figura, não são de modo algum semelhantes em caráter ou temperamento. Mesmo externamente eles diferem um do outro. Eles estão unidos por apenas uma coisa - o prazer dos sons encantadores da natureza.

A imagem lírica incorporada em um jovem sentado em uma pedra em uma camisa branca e capa verde escura é tão única que é impossível não notar a semelhança com o autor.

A cor e a composição das cores são características do estilo do mestre. Três bordas do rock, sobre as quais os personagens estão, são um símbolo dos três estágios do desenvolvimento da filosofia.

Duas figuras em pé de homens vestidos com poderosas dobras verticais se enchem de emoções de paz. A rocha escura, à esquerda, equilibra harmoniosamente o lado direito da imagem, onde os filósofos se reuniram.

Um dos papéis principais aqui é desempenhado pela rocha e pela caverna, que ocupa a maior parte da tela. É para ela que o olhar da juventude é fixo, o que está mais próximo dela.

No entanto, Giorgione viveu uma vida curta, mas movimentada, e um ano após a apresentação da pintura “Três Filósofos”, ele contraiu a praga e morreu.





A pintura mais famosa de Malevich


Assista o vídeo: Roma expone obras de Giorgione, el misterioso pintor renacentista (Agosto 2022).